As 5 grandes mentiras que contamos para nós

As 5 grandes mentiras que contamos para nós

No dia 1º de abril eu realizei uma pesquisa perguntando para os seguidores do meu Instagram: “Qual a maior mentira que você já contou para si mesma (o)? Resolvi então escrever esse texto baseado nas respostas. Sem mais delongas, vamos às 5 maiores mentiras que eu selecionei para conversar aqui com você.

1. Amanhã eu faço

A procrastinação parece que é uma moradora bastante conhecida dentro de cada um de nós, em vários níveis, é ou não é? O velho ditado já dizia: “porque fazer hoje o que você pode fazer amanhã?”. A questão é que vamos adiando tarefas, projetos, sonhos, experiências, contato com nossas questões exteriores e interiores a serem resolvidas. Vamos empurrando com a barriga e, uma hora, a coisa já está tão embolada, ou tão ultrapassada, que vemos a vida passar diante de nossos olhos, enxergamos pessoas ao nosso redor conquistando seus objetivos, e lá estamos nós, sentadas (os) em velhos bancos de ponto de ônibus, esperando o próximo que vá nos levar não sabemos nem mais para onde. Ei, deixe para depois apenas aquilo que não é prioridade. E tem coisa que é melhor até deixar pra lá. Mas não se deixe pelo caminho, porque a vida é curta, o tempo voa e o amor acaba. Combinado?

2. Adotei hábitos não saudáveis para me proteger do externo

Uma das mulheres relatou que mentia para si dizendo que estava engordando para se proteger do assédio que poderia sofrer. Em primeiro lugar, gostaria de ressaltar que machismo EXISTE e ele causa danos à nossa vida, nossa mente e nosso corpo. Então, pensar que estamos adotando algum hábito para nos privar de ser alvo de violência é real, infelizmente, mas não é o caminho. Que o mundo, em especial o Brasil, possa se tornar cada dia mais um lugar mais seguro para nós mulheres vivermos. E que possamos alimentar nosso amor próprio diariamente, para que todas as nossas decisões sobre nossa saúde, nossa vida profissional, amorosa, familiar e demais aspectos sejam tomadas pelos motivos certos. Vamos juntas!

3. Tá tudo bem

– Oi fulana (o), tudo bom?
Resposta que geralmente damos: – tudo.
Realidade dentro de nós: – estou sofrendo com depressão/ansiedade; ando meio pra baixo por causa do meu trabalho/faculdade; briguei com meu ou minha namorada; minha avó faleceu e estou muito triste, e etc.

Pois é. Muitas vezes achamos que vamos desagradar ou preocupar os outros ao nosso redor contado a verdade por trás de respostas vazias e mentirosas. Ou até de fato temos medo de sermos julgadas (os), o que dependendo do caso acontece mesmo. Mas, batendo na tecla que já falei no último texto, a gente não precisa ser good vibes only o tempo todo! Pedir ajuda não é sinal de fraqueza, muito pelo contrário. Se não está tudo bem, admita para você, admita para o outro, busque ajuda profissional, não passe por nada sozinha (o). Pode parecer que não, mas sempre vai haver uma forma das coisas serem resolvidas ou de você se sentir um pouco melhor que seja, vai por mim.

4. Não tenho capacidade de alcançar meus objetivos e sonhos

Gente bota o dedo embaixo da minha mão que já vai fechar quem NUNCA achou que era um zero virando à esquerda na vida. É rir pra não chorar, fala aí. É emprego que a gente troca toda hora, é concurso público que a gente não passa, é livro que a gente não consegue escrever. Vixe Maria! Agora veja você que paradoxo: tem estágio pedindo experiência de alunos no segundo período de faculdade, tem momentos que não estamos conseguindo desenvolver uma boa história porque a boa história ainda não se formou dentro de nós, tem concurso que é difícil para um cacetelves mesmo, eu me questiono até se quem passa neles é gente ou robô que veio do futuro fazer a prova. Misericórdia gente. Nem tudo dá mesmo para alcançar, porque nem tudo é para nós. Nem todas as coisas estão amadurecidas para acontecer. E nem tudo é sobre ter, conquistar, escrever, realizar. O mundo grita pra gente isso, mas manda esse mundo calar a boca um pouquinho às vezes, com todo o respeito, que a gente precisa de vez em quando respirar, tá? E, enquanto estiver respirando, aproveite para olhar para trás e honrar sua história, pois com certeza você fez o melhor que pode até aqui, então parabéns! E se ninguém, ou você mesma (o), não tiver dito isso hoje, lá vai: você é forte, você é capaz, você merece todo o amor, a começar pelo próprio. E vamos que vamos, um passo de cada vez, que é pra não tropeçar.

5. Sou uma pessoa difícil de ser amada

Geralmente, quando pensamos assim, isso tem muito a ver com nosso passado, já percebeu? Ouvimos quando criança “menina (o) você não faz nada direito”, ouvimos quando adolescente “se você continuar falando assim ninguém vai querer ficar perto de você”, ouvimos quando adultos “se você me largar quero ver achar alguém que te ame”. São tantas verdades absolutas ditas por bocas que sofrem dessas mesmas inseguranças que acabamos acreditando sem discordar, gravando essas frases cruéis em nosso subconsciente e até atraindo para nós situações e pessoas que, estas sim, são difíceis de amar, pelos problemas, ciúme, comportamentos até violentos que emanam ao seu redor. Ei, você merece ser tão amada (o) que eu nem vou conseguir descrever o quanto nesse texto. Mas, se ninguém ao seu redor quiser desfrutar desse existir com você no momento, lembre-se de que você é a sua melhor companhia e, sem se amar primeiro, sempre vai haver uma voz te alertando sobre um vazio que jamais é preenchido. Ame-se que o amor externo vem.

Que a sua verdade interna seja sempre presente e operante em sua vida. Ok? Então ok. Até mais!

_________________________________________________________________________

Instagram

Facebook